michel temer

“Estou vendo agora uma declaração feita pela Casa Branca [sede do governo norte-americano] que o Brasil é um dos países com quem começarão as negociações visando a eventual exceção às tarifas sobre importação de aço e alumínio. As novas tarifas, diz a mensagem da Casa Branca, não se aplicarão enquanto estivermos conversando sobre o tema. Uma boa notícia”, disse o presidente, durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), conhecido como Conselhão.

Após a reunião do Conselhão, o chefe da Casa Civil da Presidência da República, ministro Eliseu Padilha, esclareceu que a informação foi passada pelo governo norte-americano para o embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sérgio Amaral. Ele encaminhou a mensagem ao ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, que, por sua vez, a repassou ao presidente.

Ontem (20), Temer conversou com um representante da indústria brasileira produtora de aço. Na conversa, o presidente foi munido de argumentos para convencer o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a excluir o Brasil da nova tarifa.

A previsão era que as tarifas fossem aplicadas a partir desta sexta-feira (23) duas semanas depois da promulgação por parte de Trump. Com o anúncio do governo americano, segundo informado por Temer, a aplicação da tarifa fica suspensa.

(*) Com informações da Agência Brasil